NOTÍCIAS

Ricardo Jorge desenvolve projeto para melhorar diagnóstico precoce

 

Doenças Raras

Doenças Raras | Onde há vida, deve haver esperança. from 42 Filmes on Vimeo.

Emprego na deficiência

A nova Lei n.º 4/2019 de 10 de janeiro estabelece o sistema de quotas de emprego para pessoas com deficiência, com um grau de incapacidade igual ou superior a 60 no acesso ao mercado de emprego. A presente lei estabelece um sistema de quotas de emprego para pessoas com deficiência, com um grau de incapacidade igual ou superior a 60 %, visando a sua contratação por entidades empregadoras do setor privado e organismos do setor público, não abrangidos pelo antigo decreto lei (n.º 29/2001, de 3 de fevereiro).

Informe-se, consulte o documento em https://data.dre.pt/eli/lei/4/2019/01/10/p/dre/pt/html

Presidente da República visitou a Raríssimas

Na véspera de Natal, o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa visitou, na Moita, a Casa dos Marcos da Raríssimas – Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras.

Acompanhado pela Secretária de Estado da Segurança Social, Cláudia Joaquim, pelo Provedor da Santa Casa da Misericórdia, Edmundo Martinho, pelo Representante Diplomático do Imamat Ismaili e Representante da Rede Aga Khan para o Desenvolvimento (AKDN) em Portugal, Nazim Ahmad, e pela Vice-Presidente da Raríssimas, Mafalda Costa, o Presidente da República visitou o Centro de Atividades Ocupacionais, tendo depois passado pela Unidade de Lar Residencial, pelo Centro de Desenvolvimento e Reabilitação, e pela Unidade de Cuidados Continuados Integrado, onde, ao percorrer as diversas áreas, ficou ao corrente do estado dos projetos que ali decorrem e conviveu com os utentes da Casa dos Marcos.

24/12/2018 Fonte: Presidência da República

Linguagem gestual no SNS

O PAN conseguiu a aprovação por unanimidade da sua proposta para a contratação, no próximo ano, de “até 25 intérpretes de língua gestual portuguesa para o Serviço Nacional de Saúde, priorizando a resposta a episódios de urgência no contexto dos Serviços de Urgência Médico-Cirúrgica”.

26/1172018 Fonte: Público 

Aprovada experiência-piloto para apoio a cuidadores informais

No caso das propostas dos comunistas, passou a de criação de um projecto-piloto, numa região a escolher pelo Governo, para estudar a implementação de uma rede pública de apoio dirigida aos cuidadores informais principais e às pessoas cuidadas. Esta rede tem como base os serviços públicos das áreas da saúde, trabalho e segurança social, e tem que definir o apoio domiciliário a prestar, assim como o aconselhamento, acompanhamento e capacitação dos cuidadores informais, apoio psicossocial aos cuidadores informais e uma rede de apoio aos cuidadores informais. E passou parte da proposta do CDS: foi rejeitada a concessão de 15 dias de descanso aos cuidadores informais integralmente pagos pelo Estado, mas foi aprovada a possibilidade de pedir apoio profissional específico à Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados ou à Rede Nacional de Cuidados Paliativos cujos profissionais se deslocarão ao domicílio ou então o doente poderá ser acolhido nesse período numa unidade dessas redes.

26/1172018 Fonte: Público

Termos de utilização Política de privacidade Declaração de Exoneração 2017 © Raríssimas – Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras Última atualização: Abril 2017

APOIOS